Malévola (Maleficent – 2014)

Malevola

Antes de falar do primeiro filme que vi em 2017, quero desejar a todos um bom ano, com muita paz, felicidades e cinema.

Malévola tem bons momentos e tem Angelina Jolie, seria injusto dizer que o filme é todo dela, mas é quase isso. Mas por que seria injusto?

Porque a primeira parte do filme temos aquele ar de conto de fadas da Disney muito bem feito, esteticamente perfeito, com efeitos especiais na medida certa, com uma belíssima fotografia e com muita magia no ar. A jovem Ella Purnell (que também está presente no segundo filme que vi no ano) empresta encanto, magia e personalidade a pequena Malévola, completando toda a bela estética criada para o mundo mágico dos Moors.

O longa continua em um ótimo ritmo ao mostrar a luta de Malévola (já Angelina Jolie) para proteger sua terra dos humanos, que poderiam trazer infelicidade e ganância para o mundo dos Moors, e esse ritmo, esse ar de um novo conto de fábulas da Disney vai muito bem e realmente ganha novos contornos com a presença da super estrela Jolie, mas após os acontecimentos que fizeram Malévola amaldiçoar a jovem Aurora o filme perde o ritmo, voltando a apresentar o ar clássico Disney de ser.

Até ali Malévola tem um grande propósito mostrar que a fada não era tão ruim, que não jogou uma maldição apenas por ser má ou por não ter sido convidada para uma festa de nascimento, mas sim porque sentiu na pele a ganância humana que tanto tinha medo e que afastou de seu mundo mágico.

Porém depois da maldição Malévola perde força, vira um filme bonitinho, perde seu propósito e força, sem dizer que nesta parte do filme temos a presença das 3 fadas que de nada acrescentam ao filme, aliás, elas estão ali apenas para justificar a aproximação de Malévola e Aurora. Além de não acrescentarem nada, são chatas e um desperdício de elenco, já que entre as fadas temos nomes como de Imelda Staunton.

Neste momento é que o filme se sustenta pelo carisma de Angelina Jolie, mas que não empresta a produção apenas carisma, mas sim uma ótima atuação, tornando-se dona do filme e das cenas em que aparece.

Jolie mistura com grande talento antipatia com simpatia, é má e boa ao mesmo tempo, sabe odiar e amar com um simples olhar e, como já disse, segura o filme para que o mesmo não se perca no meio das piadas sem graças e nas atrapalhadas das fadas que deveriam cuidar de Aurora.

Claro que neste momento o filme ainda nos reserva esteticamente boas cenas, como quando Malévola passeia com Aurora (vivida neste momento por Ellen Fanning), mas te garanto que é o momento mais complicado de segurar crianças e os jovens de hoje na frente da TV. Ali vemos a Disney na sua essência a maldade é dominada pela bondade.

Talvez para acordar os mais novos, o final vem com força, usando e abusando mais uma vez dos efeitos especiais o diretor Robert Stromberg (especialista em efeitos especiais) empolga e traz ação em altíssimo nível para a produção e que nos conduz para um final que não é nada imprevisível, mas que dá novos ares a história da A Bela Adormecida. Um final que conecta ao início do filme e até a transformação da boa Malévola em uma fada má, dando mais impressão que a parte que junta os dois ficou meio distante do resto do filme.

Malévola bebe muita na sua fonte, traz magia dos contos de fadas, traz ares de filmes de ação e suspense, e consegue o que realmente quer: fazer uma releitura para uma geração elétrica e ativa de jovens que não conseguem mais ver um simples conto de fadas sem efeitos dos mais diversos na tela, e com a simples história da princesa que é odiada por uma bruxa ou fada má e que encontra o príncipe salvador com um amor incrível a primeira vista.

Até,
André C.

Nota Filme 3.0

Poster MalevolaMalévola (Maleficent- 2014)

Baseado no conto da Bela Adormecida, o filme conta a história de Malévola (Angelina Jolie), a protetora do reino dos Moors. Desde pequena, esta garota com chifres e asas mantém a paz entre dois reinos diferentes, até se apaixonar pelo garoto Stefan (Sharlto Copley). Os dois iniciam um romance, mas Stefan tem a ambição de se tornar líder do reino vizinho, e abandona Malévola para conquistar seus planos. A garota torna-se uma mulher vingativa e amarga, que decide amaldiçoar a filha recém-nascida de Stefan, Aurora (Elle Fanning). Aos poucos, no entanto, Malévola começa a desenvolver sentimentos de amizade em relação à jovem e pura Aurora.
Direção: Robert Stromberg
Roteiro: Linda Woolverton baseada em A Bela Adormecida escrita por Charles Perrault
Duração: 97 minutos
VCVIU: 012017
Elenco: Angelina Jolie (Malévola), Elle Fanning (Aurora), Sharlto Copley (Stefan), Lesley Manville (Flittle), Imelda Staunton (Knotgrass), Juno Temple (Thistletwit), Sam Riley (Diaval), Brenton Thwaites (Prince Phillip), Kenneth Cranham (King Henry),Isobelle Molloy (Young Maleficent), Michael Higgins (Young Stefan), Ella Purnell (Teen Maleficent) e Jackson Bews (Teen Stefan).

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts