Kramer vs. Kramer

Kramer vs. Kramer

Não sei por qual motivo nunca tinha assistido a Kramer x Kramer até o último domingo, pois falamos de um grande vencedor do Oscar e normalmente tenho interesse em ver os filmes que venceram o Oscar.

Vencedor de Melhor Filme, Melhor Diretor (Robert Benton), Melhor Roteiro Adaptado (Robert Benton), Melhor Ator (Dustin Hoffman) e Melhor Atriz Coadjuvante (Meryl Streep) de 1980, Kramer vs Kramer ainda é um filme atual, mesmo que não cause mais tanto impacto quanto deve ter causado em 1979 quando chegou aos cinemas, uma vez de que hoje famílias se separando e mãe abandonando o filho são coisas comuns e a realidade de muitos lugares do mundo, entretanto isso não tira o brilho de um filme forte, dramático e com atuações maravilhosas do elenco.

Jane Alexander, a amiga da família Kramer, está espetacular, perfeita e sua cena no tribunal e de extrema sensibilidade, mas infelizmente não pode levar o Oscar porque tinha na mesma disputa uma atriz que se tornaria um ícone do cinema e que tinha sido deixada de lado em O Franco Atirador um ano antes. Jane Alexander tinha ao seu lado Meryl Streep, hoje uma das maiores damas do cinema. Streep além de ter uma cena maravilhosa no mesmo tribunal, dá um show de sentimentos na sua conversa final com Dustin Hoffman. Ali nascia definitivamente uma atriz que continua marcando o cinema.

E Dustin Hoffman, para mim a primeira cena dele na cozinha com o filho já valeria uma indicação ao Oscar e o que segue depois é um ator em grande forma, mostrando a transformação real de um homem egoísta em um homem completamente apaixonado pelo seu filho. Uma atuação para aplaudir de pé!

E eu poderia ainda falar do pequeno Justin Henry, que com apenas 3 anos concorreu ao Oscar, pois de nada valeria atuações primorosa de todo o elenco adulto se a criança em disputa não passasse ao público um sofrimento real, mas não posso falar só do elenco, pois sem um bom roteiro e um diretor competente, não vale em nada o esforço de um ator.

O diretor e roteirista do filme, Robert Benton, teve um grande mérito, não deixou que o filme caísse totalmente num dramalhão, deixando pouco tempo para o tribunal e focando muito no crescimento da relação pai e filho, mostrando as mudanças por quais Ted (Dustin Hoffman) e Billy (Justin Henry) passaram após a mãe resolver partir. Seria fácil e simples cair no dramalhão total, que obviamente existe no filme, mas Robert Benton sou usar outros detalhes do drama por qual passava a família Kramer.

Kramer vs. Kramer é um grande filme, talvez hoje realmente não tenha a força do passado, mas é um daqueles filmes que sempre será lembrado por cinéfilos e sempre deixará o seu recado.

Abraços,
André


Kramer x Kramer (Kramer vs. Kramer – 1979)
Direção: Robert Benton
Roteiro: Robert Benton adaptado do livro de Avery Corman
Elenco: Dustin Hoffman, Meryl Streep, Jane Alexander e Justin Henry.
Lançamento Brasil: ?

Nota Filme: 5.0

2 thoughts on “Kramer vs. Kramer

  1. Estou com ele em mãos. Vejo em breve!

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Você Viu? Eu Também!. Você Viu? Eu Também! said: No Vc Viu? Eu Também! – Kramer vs. Kramer – http://tinyurl.com/2bkejb3 […]

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts