A Mulher de Preto

A Mulher de Preto

Depois de muito relutar eu acabei assistindo ao terror A Mulher de Preto neste fim de semana e a sensação é de que o filme, apesar de bons momentos, é mais do mesmo, sem inovar, sem surpreender e seguindo o roteiro básico dos filmes de terror, mas dizem que o resultado do filme está bem distante do livro, quem sabe não seja minha próxima leitura.

Como disse o filme tem bons momentos, principalmente pela fotografia e pela atmosfera criada em um pequeno vilarejo cinzento, cheio de neblina e com personagens silenciosos e misteriosos, principalmente as crianças. Mas isso é o mínimo que um bom filme de terror tem que fazer, criar desde o início uma atmosfera sufocante, personagens vazios e misteriosos, e tudo isso funciona muito bem até que o personagem de Daniel Radcliffe se tranca na antiga mansão após vários avisos para não ir lá.

Depois disso o filme usa e abusa dos clichês do gênero, principalmente os filmes em casas mal assombradas, como por exemplo, barulhos no andar superior e imagens na janela que nunca estão lá,  e tudo isso sempre acompanhada da trilha sonora exagerada que por si só já quer assustar, uma vez que aumenta em todos os momentos em que Daniel Radcliffe pode ou não estar em perigo, mas para a sorte do filme sua duração é curta e quando os clichês repetitivos começam a cansar o filme vai para o desfecho final.

Aliás, o desfecho final pode até surpreender um pouco da forma que o filme termina e até dar alguns sustos, nem tanto pelas imagens, mas pela trilha e pelos sons, mas mesmo assim não faz de A Mulher de Preto um terror novo, forte, pavoroso e marcante, é apenas mais um que entra na listas dos filmes de terror para serem satirizados várias vezes pelos pastelões.

Até,
André C.

  (The Woman in Black – 2012 )
Sinopse: O jovem advogado londrino Arthur Kipps (Daniel Radcliffe) é forçado a deixar seu filho de três anos e viajar para a pequena vila de Crythin Gifford para tratar dos assuntos do recentemente falecido dono da Casa Eel Marsh. Mas quando ele chega à arrepiante mansão, descobre segredos obscuros no passado da cidade.
País: Inglaterra, Canadá e Suécia
Direção: James Watkins
Roteiro: Jane Goldman baseada em livro de Susan Hill
Elenco: Daniel Radcliffe (Arthur Kipps), Misha Handley (Joseph Kipps), Jessica Raine (Nanny), Cathy Sara (Mrs. Jerome), Tim McMullan (Mr. Jerome), Roger Allam (Mr. Bentley), Ciarán Hinds (Daily) Janet McTeer (Mrs. Daily)

Nota Filme 2.0

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts