Duro de Matar: Um Bom Dia para Morrer

Duro de Matar: Um Bom Dia para Morrer

DurodeMatarPara começar o ano vou falar de alguns filmes que vi um pouco antes do fim de 2013, já que em 2014 ainda não deu tempo de ver nada, quem sabe não acabo indo ao cinema hoje!!!

Mas vamos ao que interessa: Holywood nem sempre sabe deixar algumas franquias morrerem, após acertarem a mão com o bom Duro de Matar 4.0, onde Bruce Willis e John McClane se misturavam em um só e brincavam com a idade do ator em fazer um filme de ação, Duro de Matar: Um Bom Dia para Morrer coloca a franquia em um lugar comum, não passando de um filme de ação com um personagem que um dia já foi o cara dos filmes de ação.

Antes que me critiquem sou fã incondicional de Duro de Matar, até hoje eu paro para ver o filme se ele estiver passando na TV e até faz parte do meu TOP 5 dos filmes de Natal, e por isso talvez tenha me decepcionado demais com esse novo Duro de Matar que transformou John McClane quase em um coadjuvante na sua série.

Como todos os filmes da série o roteiro não tem muitas novidades, temos vilões com bastante armas, poder e grana contra um policial comum que só queria ter uma noite comum e passar um tempo com a família, porém aqui os vilões não funcionam, não chegam aos pés dos vilões da série, o roteiro não empolga com toda a estória por trás dos vilões e traz um John McClane distante do que conhecemos, principalmente porque ele sente dor e até medo e assim por diante.

Parece realmente que Duro de Matar: Um Bom Dia para Morrer é um filme que tenta alavancar a carreira do novato Jai Courtney, uma vez que em algumas cenas o filme dá mais destaque para ele do que para quem realmente o público quer ver, o sarcástico John McClane. Aliás, mesmo com anos de experiência e batendo em vilões mais sofisticados e equipados do que seu filho, John McClane aparece como um policial comum e tão inseguro quanto seu filho. Depois de anos ele virou um policial comumzinho da silva?

Resumindo o que vemos são apenas algumas piadas e um pouco do bom e velho John McClane, fazendo de Duro de Matar: Um Bom Dia para Morrer um filme muito distante da franquia, um filme que esquece quem é John McClane, uma pena!

Feliz 2014 para todos que nos acompanham!!!
André C.

Duro de Matar: Um Bom Dia para Morrer(A Good Day to Die Hard – 2013)
Sinopse AdoroCinema.com: Nova York, Estados Unidos. O policial John McClane (Bruce Willis) está em busca de informações sobre o filho, Jack (Jai Courtney), com quem não fala há alguns anos. Com a ajuda de um amigo, ele descobre que Jack está preso na Rússia, acusado de ter cometido um assassinato. John logo parte para o país na intenção de rever o filho e, pouco após chegar, acaba encontrando-o em plena fuga do tribunal onde seria julgado. Jack está com Yuri Komorov (Sebastian Koch), um terrorista que diz ter em mãos um dossiê que pode incriminar um potencial candidato à presidência russa, Chagarin (Sergey Kolesnikov). Ele não gosta nem um pouco de reencontrar o pai, mas a insistência de John em ajudá-lo acaba, aos poucos, quebrando o gelo entre pai e filho.
Direção: John Moore
Roteiro: Skip Woods baseado nos personagens criado por Roderick Thorp
País: EUA
Duração: 98 minutos
Elenco: Bruce Willis (John McClane), Jai Courtney (Jack McClane), Sebastian Koch (Komarov), Mary Elizabeth Winstead (Lucy), Yuliya Snigir (Irina), Radivoje Bukvic (Alik) e Cole Hauser (Collins)

Nota Filme 2.0

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts