Um Homem Misterioso

Um Homem Misterioso

O grande problema de Um Homem Misterioso é o seu começo que nos apresenta um filme que nunca realmente acontece por conta da sua dinâmica lenta e sua narrativa truncada e principalmente comum, o que é uma pena para um filme com um astro em ótima atuação, uma belíssima fotografia e várias pequenas homenagens ao cinema de antigamente.

George Clooney é um assassino de aluguel e especialistas em armas que logo nas primeiras cenas precisa fugir de uma enrascada e prova que para ele o importante é sobreviver e passar despercebido, porém como é comum nestes filmes o assassino pretende deixar a organização e seguir sua vida, e o personagem de George Clooney demonstra querer amar, viver a sua vida ao lado de alguém, e como é normal neste tipo de filme isso nem sempre é fácil.

Como fica claro acima o filme do diretor Anton Corbijn com roteiro de Rowan Joffe não apresenta nada de novo e acaba caindo no comum, onde se salva a boa performance de George Clonney e a belíssima fotografia, aliás, o filme é muito bem editado e filmado e mesmo com uma lentidão exagerada, que vai completamente contra o início do longa, o filme consegue prender sua atenção entre belíssimas tomadas de uma região peculiar da Itália e algumas boas perseguições entre suas ruas estreitas.

Porém só isso não salva o filme do comum, deixando em alguns momentos cansativos, apesar do diretor Anton Corbijn abusar de referências ao faroeste, aos filmes europeus e até ao mestre do suspense, Alfred Hitchcock, e suas mulheres fatais, mas é muito pouco para fazer de Um Homem Misterioso um filme marcante.

Até,
André C.

Um Homem Misterioso (The American – 2010 )
Sinopse: Como um assassino, Jack (George Clooney) está sempre viajando, e sozinho. Depois que um trabalho na Suécia termina de forma inesperada, Jack decide se aposentar e viajar para a Itália, mas antes aceita uma última missão, a tarefa de construir uma arma para um contato misterioso, Mathilde (Thekla Reuten). Refugiado em uma pequena cidade medieval, Jack torna-se amigo do padre da região, Padre Benedetto (Paolo Bonacelli) e inicia uma forte ligação com a bela Clara (Violante Placido). Eles se envolvem num tórrido romance aparentemente inofensivo. Mas renegando seu passado, Jack pode estar fugindo do seu destino.
Direção: Anton Corbijn
Roteiro: Rowan Joffe baseado no romance A Very Private Gentleman de Martin Booth
Elenco: George Clooney (Jack/Edward), Violante Placido (Clara), Thekla Reuten (Mathilde), Paolo Bonacelli (Father Benedetto), Johan Leysen (Pavel), e Filippo Timi (Fabio)

Nota ilme 2.5

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts