Pina

Pina-Movie-Wallpaper-25338

Pina de Wim Wenders é uma poesia visual à obra da dançarina e coreógrafa alemã Pina Bausch, sem querer ser uma biografia, sem querer investigar o passado da artsita, Wim Wenders mistura fotografia, 3D, música e dança em um documentário impressionante sobre a obra de Pina. Uma obra belíssima que dá ao 3D uma vida única.

Para assistir a Pina três coisas são necessárias: tela grande, 3D e deixar o preconceito sobre documentários e dança de lado, pois Pina realmente é uma obra magnífica do diretor Wim Wenders que transforma a vida de uma artista da dança em algo envolvente, profundo e belo.

O diretor usa o 3D como uma ferramenta necessária ao filme, para levar o espectador para dentro do palco, para sentir a emoção das peças criadas por Pina Bausch de perto. Nas belíssimas tomadas externas nas ruas de Wuppertal as cores, da fotografia de Hélène Louvart, ganham ainda mais vida e força com o 3D. A cena dentro dos vagões do trem aéreo da cidade são tão realistas, tão belas que parecem nos trasportar para dentro do trem. Assim como as cenas em outras locações longe dos palcos, são tão puras e vibrantes que parecem quadros pintados detalhadamente.

Mas para ir fundo na essência de Pina Bausch, algumas de suas mais importantes peças de dança são reconstruídas, e ali aparece uma música belíssima, que completam toda a poesia que o diretor criou: fotografia, cenas de dança fulminantes e uma música forte, viciante e dominante. E entre uma cena e outra de dança depoimentos de muitos dançarinos da Wupperthal Tanztheater, companhia criada por Pina em 1973, que contam um pouco da genialidade da coreógrafa.

Como disse no começo deste post Wim Wenders tem méritos ao não querer investigar toda a vida de Pina Bausch, mas apenas levar um pouco da impressionante obra dela para a tela, colhendo depoimentos de pessoas que viveram com ela, que criaram nos palcos aquilo que Pina Basuch tinha em sua cabeça, fazendo de Pina um documentário que é mais do que essencial para os amantes da dança.

Repito que Pina tem que ser visto no cinema e em 3D, para sentir de perto a alma de Pina Bausch.

Até,
André C.

Pina (Pina – 2011)
Sinopse: Wim Wenders recria na tela algumas das mais importantes peças criadas pela dançarina e coreógrafa alemã Pina Bausch fundadora da Wupperthal Tanztheater em 1973, até hoje uma das mais importantes companhias de dança da Alemanha e do mundo. Entre as peças o diretor recolheu depoimentos de pessoas que viveram ao lado da genialidade de Pina Bausch.
Direção: Wim Wenders
Roteiro:Wim Wenders

Nota Filme: 4.0

 

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts