Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora É Outro

Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora É Outro

Não fui um dos grandes fãs de Tropa de Elite, achei que faltava um algo mais e não consegui ver o que todo mundo viu, sim, achei um bom filme, mas longe daquela maravilha excepcional que alguns afirmavam.

Fui criticado por várias pessoas por esta minha visão, porém em Tropa de Elite 2 o filme alcançou uma maturidade impressionante, desde fotografia, atuação, qualidade sonora e principalmente na direção e no roteiro, e, em minha opinião, é muito melhor que seu primeiro, principalmente que mostra a cara deste nosso Brasil.

Wagner Moura também amadureceu, uma atuação muito mais forte e, talvez, até mais violenta do que no primeiro filme, pois aqui além da violência física ele usa a violência verbal ao se sentir violentado e usado por politicagem, mas o mais bacana de tudo isso é que aqui vemos um lado mais humano do Capitão Nascimento, um lado mais triste no seu olhar, nos seus cabelos brancos e no seu ar cansado de bater, bater, mas no fundo apanhar como todo o povo brasileiro. Palmas para Wagner Moura.

Outra atuação de destaque é de Irandhir Santos, como o politicamente correto deputado estadual que tenta sobreviver dentro de um terreno insólito. Aliás, o filme também aproveita o papel de Irandhir Santos e faz uma importante crítica ao quão valido é o grupo de direitos humanos em alguns casos, e de que como é possível pegar um simples momento (os famosos 15 minutos de fama), que o povo já te coloca no poder.

Mas o grande valor do filme não está apenas na atuação de Wagner Moura ou Irandhir Santos ou de todos os demais no elenco, mas sim no roteiro atual, verdadeiro e totalmente real criado por José Padilha e Bráulio Mantovani. Primeiro que o filme poderia ser apenas uma jogada de marketing, uma chance de ganhar dinheiro sem compromisso, porém José Padilha não queria dinheiro fácil (e conseguiu), mas queria mostrar o que pensa, o que enxerga e o que está preparando para o seu futuro no cinema: um cinema sério, verdadeiro e sem medo de dizer o que pensa e o que acredita.

Se Wagner Moura merece palmas por ter feito seu Capitão Nascimento muito melhor do que no primeiro filme, José Padilha merece palmas pela coragem e por não ter medo de colocar a cara para bater, e de nos presentear com uma das cenas mais sinceras do cinema brasileiro, o passeio da câmera sobre Brasília com a narração de Wagner Moura.

Como já me alonguei demais neste post e por isto ser um blog de cinema, não entrarei em assuntos políticos, mas é uma pena que boa parte do povo brasileiro ou não tem acesso ao cinema ou não consiga entender quem é o outro inimigo do título ou, pior ainda, talvez o povo não consiga perceber que o povo mesmo é o maior inimigo do povo,as eleições 2010 comprovam isso. Talvez Tropa de Elite 3 precise ser feito para criticar o povo!

Até,
André C.


Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro (2010)
Direção: José Padilha
Roteiro: Bráulio Mantovani e José Padilha baseados em história de Bráulio Mantovani, José Padilha e Rodrigo Pimentel
Elenco: Wagner Moura (Coronel Nascimento), Irandhir Santos (Deputado Fraga),Tainá Müller (Clara), Seu Jorge (Beirada), Milhem Cortaz (Tentente-Coronel Fábio), André Ramiro (André Matias), Maria Ribeiro (Rosane), Rod Carvalho (Capitão Barcellos), Sandro Rocha (Rocha) e André Mattos (Fortunato)

Nota Filme: 5.0

3 thoughts on “Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora É Outro

  1. Olá Andre,

    Sou leitor do Você Viu? Eu Também! e sou cinéfilo de carteirinha. Eu estou mandando esse email porque estou trabalhando numa empresa que desenvolveu um portal sobre cinema – o Cinema Total (www.cinematotal.com). Um dos atrativos do site é que você cria uma página dentro do site, podendo escrever textos de blog e críticas de filmes. Então, gostaria de sugerir que você também passasse a publicar seus textos no Cinema Total – assim você também atinge o público que acessa o Cinema Total e não conhece o Você Viu? Eu Também!.

    Se você gostar do site, também peço que coloque um link para ele no Você Viu? Eu Também!.

    Se você quiser, me mande um email quando criar sua conta que eu verifico se está tudo ok.

    Um abraço,

    Marcos
    http://www.cinematotal.com
    marcos@cinematotal.com

  2. Wellington C.

    Pelo menos agora sei o significado de CPMF!!!!

    E como nosso amigo Nascimento diz: “O sistema é .oda!!!”

  3. Ana

    PERGUNTA.
    Pode um personagem tornar-se o herói brasileiro?
    Pode um personagem ditar códigos de conduta?
    O filme é ótimo ♠♠♠♠♠, melhor brasileiro sem dúvida;mas personagem herói…alguma coisa está falhando.

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts