Com Amor, Van Gogh (2017)

Uma experiência cinematográfica única, assim posso definir Com Amor, Van Gogh. O que você verá na tela, caso decida ver o filme, é uma experiência única, de cores, de animação e que te trazem para o mundo das pinceladas de Van Gogh.

Infelizmente, em minha opinião, o roteiro e a dinâmica da história não possuem a mesma pegada, a mesma precisão ou a mesma qualidade que vemos nas animações, feitas de forma minuciosa por mais de 115 artistas que pintaram mais de 65 mil pinturas (frames) a mão para reproduzir algo em torno de 132 quadros do artistas em um filme de um pouco mais de 1 hora e meia.

Os números impressionam, ainda mais saber que o primeiro filme foi totalmente pintado à mão, ou seja, cada frame do filme foi pintando a mão com tintas a óleo, trazendo para tela cada cena feita com artistas reais, tudo, como fica claro desde o início segue as mesmas linhas e traçadas de Vincent van Gogh. Isso, apenas isso, já vale o filme e a experiência.

Mas como eu disse, falta ao filme um roteiro mais envolvente, apesar de ser muito interessante ver um pouco da história por trás dos quadros do pintor, de como ele era mal visto por uma sociedade que o considerava louco e do seu suicídio, o filme usa sempre os mesmos recursos para ir e vir no passado e no presente, e torna-se cansativo, lento e até porque sabemos que as respostas para as perguntas do Armand Roulin (Douglas Booth) só serão respondidas no esperado encontro dele com o Doutor Gachet (Jerome Flynn).

Independente disto Com Amor, Van Gogh é uma belo filme, que agrada visualmente, possui uma bela trilha sonora, uma fotografia precisa, uma edição única e que merece ser visto pois trata-se de uma emocionante animação adulta, deslumbrante em vários sentidos e com belíssimos momentos.

Falando em belíssimos momentos deem atenção aos momentos que as cartas de Van Gogh são lidas (é muito interessante entender um pouco da cabeça do pintor) e veja e reveja a cena final do filme.

Tenho certeza de que mesmo sem conhecer a obra do pintor em vários momentos você irá dizer, já vi esse quadro.

Abraços,
André

Nota Filme 3.0

 

Com Amor, Van Gogh (Loving Vincent – 2017)
Direção: Dorota Kobiela e Hugh Welchman
Roteiro: Jacek Dehnel, Dorota Kobiela e Hugh Welchman
Elenco: Douglas Booth, Josh Burdett, Holly Earl, Chris O’Dowd, Saoirse Ronan, Aidan Turner, Robert Gulaczyk e Jerome Flynn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.