Semana da Mulher: Bárbara Eugênia

barabraeuhenia

Continuando a Semana da Mulher, desta vez musical, vou falar um pouco da cantora carioca que faz muito tempo que quero escrever  mais por aqui, Bárbara Eugênia. Bárbara é carioca que depois de uma separação e foi para São Paulo, e retomou sua carreira de cantora, que viu sua carreira ganhar destaque após o seu primeiro álbum Journal de BAD e das parcerias com Tom ZéEdgard Scandurra e Otto.

É impossível qualquer pessoa que goste da música popular brasileira, e que dê chance para a nova MPB, não se apaixonar pela voz doce e rouca de Bárbara Eugênia, que em algum momentos pode até ser recheada de melancolia, mas é totalmente hipnotizante e encantadora, como na canção acima Sua Estupidez, onde a cantora faz um acústico realmente espetacular, ou na canção I Wonder abaixo.

No seu primeiro CD, Bárbara Eugênia desfila sua voz rouca por canções que ela mesmo define como autobiográficas, com uma ou outra fantasia, mas que fala de seus rompimentos, decepções e sobre as idas e vindas do chamado amor, aliás, a cantora e compositora diz que realmente é isso que move sua música, o amor e suas diversas relações.

A canção acima, de Tom Zé, faz parte do seu primeiro trabalho, Journal de Bad, inclusive com participação dele na faixa. Outras canções de destaque no seu trabalho foram Por Aí e Oposto do Osso.

Para finalizar a participação especial que Bárbara Eugênia fez no DVD de Edgard Scandurra com a música Culto de Amor.

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts