Diana Krall – Wide River To Cross

Diana Krall – Wide River To Cross

Apesar de aparecer mais sexy e sensual na capa do seu novo trabalho, Glad Rag Doll, Diana Krall visita o jazz dos anos 20 e 30 para criar o que ela chamou de “a song and dance record”.

Clique aqui e escute outra música do trabalho: There Ain’t No Sweet Man That’s Worth The Salt Of My Tears.

Segundo Diana Krall ela pegou as músicas dos anos 20 e 30 e deu uma visão mais século 21 para elas, mas mesmo assim a pianista e cantora usou fita analógica e um piano Steinway vertical do mesmo estilo dos usados em 1890 para as gravações.

O novo trabalho de Diana Krall foi produzido por T Bone Burnett , que também toca guitarras no álbum e tem ainda tem a participação dos músicos Marc Ribot (Guitarra, Guitarra Acústica, Baixo e Banjo), Howard Coward (Ukulele, Mandola, Guitarra, Harmônica), Jay Bellerose (Bateria), Dennis Crouch (Baixo), Bryan Sutton (Guitarras), Colin Linden (Guitarras e Dobro) e Keefus Green (Teclados e Mellotron).

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts