True Blood – Primeira Temporada – Mine

True Blood – Primeira Temporada – Mine

f32821.jpgSinopse: Sookie Stackhouse (Anna Paquin) é uma garçonete, da cidade de Luisiana, que pode ler os pensamentos das pessoas. Sua vida vira de ponta-cabeça quanto ela conhece o vampiro Bill (Stephen Moyer), que aparece no seu trabalho, no Bar Marlotte, dois anos depois dos vampiros “saírem do caixão” em rede nacional de televisão. Graças especialmente à criação dos pesquisadores japoneses de um sangue sintético chamado “Tru Blood” , onde os vampiros agora, com sua existência revelada ao mundo, lutam por direitos civis e o reconhecimento da sociedade, enfrentando seus medos e preconceitos.

Canal EUA: HBO
Canal Brasil: HBO

Temporada: Primeira
Episódio: 3
Estréia no EUA: 21/09/2008
Estréia no Brasil: ???
Criador: Alan Ball (Six Feet Under)

Elenco Fixo: Anna Paquin (Sookie Stackhouse), Stephen Moyer (Bill Compton), Ryan Kwanten (Jason Stackhouse), Sam Trammell (Sam Merlotte), Robert Amjarv (Bus Boy), Patricia Bethune (Jane Bodehouse), Jenni Blong (Michelle Stackhouse), Nelsan Ellis (Lafayette Reynolds), Brett Hunt (Merlotte Residence), Todd Lowe (Terry Bellefleur), Cedric Pendleton (Terrell), Michael Raymond-James (Rene Lenier), Andrew Rothenberg (Malcolm), Danielle Sapia (Maudette Pickens), Michael Anthony Spady (Party Caterer) e Rutina Wesley (Tara Thornton).

___________________________

Não que este terceiro episódio tenha mudado completamente minha opinião, mas mostrou para a HBO o caminho que ela deve seguir: Vampiro é Vampiro. Alguns Spoliers! Então não continue se você quer ver o episódio! Parou! Seja como os vampiros,  não entre sem ser convidado, pois aqui tem Spoliers. A Sookie finalmente percebeu que o cara é um vampiro, tudo bem que com ele ela não lê a mente, mas ele é vampiro e ponto final. E os amigos do Bill? Os caras são vampiros de verdade, eles querem sangue, festa, sangue, violência, ficou claro isso. E ele, mesmo todo galã, ainda tem o seu lado vampiresco, que para mim é a chave e o caminho para a série começar a vingar. Só não fiquem fazendo um joguinho de romance entre os dois e  deixem aquela baboseira do Sam ser lobisomem ou coisa parecida.
Eu admito, este terceiro episódio, me pegou melhor que os outros dois, mas ainda falta algo e o caminho está traçado é só a HBO não errar na curva.

Abraços,
Alexandre Q
___________________________
Assim como o Alexandre achei este o melhor episódio da série, pois plantou algumas sementes para mostrar onde a série quer chegar, mesmo eu achando que eles poderiam ter dado mais tempo ou maior ênfase ao fato da Sookie estar cercada de vampiros famintos por sangue novo, principalmente de uma virgem. Apesar de que a Sookie, com toda aquela sensualidade, roupas e sonhos eróticos, não convence 100% como virgem.
Não vou me alongar, pois desta vez eu apoio tudo que o Alexandre falou, o caminho está aí, Vampiro sempre será Vampiro, é só não querer enrolar com história de amor e com outras coisas do além.

Até,
André C.

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts