Dexter – Season Finale – The Getaway

Dexter – Season Finale – The Getaway

dexterandtrinity

Falar do Season Finale de Dexter sem cometer spolier é praticamente impossível. Seria digno do Fantástico ficar fazendo aquelas comparações do Fred com o Tom Cruise em Missão Impossível, mas vamos lá, vamos tentar o quase impossível. Como diria o nosso amigo Alexandre Q., se você não viu pare por aqui, pois é melhor se prevenir do que remediar.

Dexter começou a temporada um pouco devagar, mas cresceu consideravelmente até voltar a ser aquela série viciante e que empolgou muito nas duas primeiras temporadas. Talvez a série tenha começado um pouco devagar, pois precisava achar seu espaço novamente, após deixar seus fãs completamente desconfiados com a fraca terceira temporada.

E a série só se encontrou e chegou quase ao nível da primeira (em alguns momentos foi melhor), pois Dexter passou a ter um propósito, assim com na primeira temporada. Dexter passou a ter um enorme desafio, um competidor a altura dele, contudo nesta temporada este cara ainda fez com que Dexter tivesse inveja, medo e muito nervosismo. Quando isso passou a ser o grande destaque da temporada a série decolou e teve seus melhores momentos.

Estes momentos foram ainda mais espetaculares graças as ótimas presenças de Michael C. Hall e de John Lithgow, por isso os dois estão nas listas dos indicados do 67th Globo de Ouro. Os duelos entre os dois nos últimos episódios foram momentos marcantes de toda a temporada, que veio nos premiar com um dos melhores Season Finales da televisão.

Depois de um penúltimo episódio que terminou, em minha opinião, com uma das frases mais marcantes no ano – Hello! Dexter Morgan! – os roteiristas não deixaram a peteca cair e todo o último episódio foi adrenalina pura. Tivemos alguns pequenos furos no jogo de gato e rato entre os dois (sumiço de um, perseguição muito simples em Miami, etc), mas isto não tirou o brilho e nem diminui a tensão que tivemos no ar durante a maioria das cenas, fossem elas com Dexter e Trinity, Dexter e Debra e sua descoberta, Trinity e Família. Tudo parecia exatamente no lugar, para nos levar ao fim de temporada chocante e que nos deixou de queixo caído.

E depois de te prender por 50 minutos no sofá a série nos deixa uma pergunta: O que será de Dexter? Será que teremos uma quinta Temporada? Pois da maneira que terminou podemos pensar que ali fechou o ciclo e um novo Dexter nasceu. Claro que é mais provável termos uma quinta temporada, mas teremos um Dexter totalmente novo? Acho que produtores e roteiristas perceberam nesta temporada que o lado família do Dexter é bacana para preencher episódios e colocar algumas coisas na cabeça dele, mas não pode ser o núcleo principal da temporada.

Bem, não vamos pensar nisso, o momento ainda é de refletir sobre uma das melhores Season Finales que eu já vi!

Até,
André C.

Sinopse: Baseada nos livros de Jeff Lindsey, a série conta a história de Dexter Morgan. Dexter é um personagem complexo cujo código moral e ações talvez sejam chocantes para alguns — e totalmente injustificáveis para outros. Na superfície, Dexter é um homem bom e charmoso. Durante o dia, ele é um especialista em sangue que trabalha ao lado da equipe da divisão de homicídios do departamento de polícia de Miami e vai além do seu trabalho para solucionar os assassinatos. Seu trabalho na verdade serve para ocultar sua verdadeira ocupação, a de serial killer, que consiste em matar aqueles que conseguiram escapar da polícia. Dexter ficou orfão aos 4 anos e guarda um traumático segredo, mas foi adotado por Harry Morgan, um policial que reconhece as tendências homicidas dele e guia seu filho para mudar sua terrível paixão em dissecar humanos para algo mais construtivo. Como todos os serial killers, o lado obscuro de Dexter é escondido das pessoas com quem ele passa mais tempo, principalmente daqueles que ele ama. Sua irmã Debra, que não desconfia de nada, é uma policial determinada, que sempre pede conselhos pessoais e profissionais para ele — desde sobre novos namorados até sobre uma série de mortes de prostitutas. A paixão por sua adorável namorada Rita, uma mãe solteira, faz com que ele enfrente a normalidade da vida diária.

Canal EUA: Showtime
Canal Brasil: FX
Temporada: Quarta
Episódio: Season Finale – The Getaway (14/12/2009)

Elenco Fixo: Michael C. Hall (Dexter Morgan), Julie Benz (Rita Bennett), Jennifer Carpenter (Debra Morgan), Lauren Vélez (Tenente Maria LaGuerta), David Zayas (Angel Batista), James Remar (Harry Morgan), Desmond Harrington (Det. Joey Quinn) e C.S. Lee (Vince Masuka)

4 thoughts on “Dexter – Season Finale – The Getaway

  1. Renata

    Nossa, não param de falar desta série! Em tudo que é twitter, site, Meu Deus, deve ser ótima!

  2. Ana Luiza

    Caro André

    Tinha achado tudo sensacional até rever o episódio. O roteiro tem um baita furo, que tirou boa parte do brilho desta season finale.
    Presta atenção na mensagem de celular da Rita, pouco antes de ser encontrada morta pelo Dexter. Ela comenta sobre a beleza da lua, já vista pelo marido no momento de desovar o corpo do Trinity. Só que, se foi o Trinity quem matou a Rita, como ela poderia ter visto a lua, se ela só pode ter sido morta à tarde? Quando o vilão busca o carro na oficina para fugir, ainda é dia claro e a partir daí o Dexter segue ele o tempo todo, portanto, a Rita já estaria morta…e que lua é esta que ela teria visto durante o dia???
    Acho que para consertar este erro, que foi um escorregão desnecessário (era só deixar de colocar o detalhe bobo da tal lua na msg da Rita), só se isto servir de gancho para descobrirem um outro serial killer,o qual seria o Copy Cat do Trinity. Mas isto só quando setembro chegar…haja nervos…
    Abraço,
    Ana

  3. Priscila

    Noosssaa é umas das séries mais surpeendentes que já assisti, consegue prender mto minha atenção, espero q logo q lance no USA já possamos assistir aqui pelo megavideo!! Bom d++ não vejo a hora de continuar atenta a todos os passos de Dex!!

    1. Andre C.

      Priscila,
      realmente Dexter é uma baita série, estou ansioso pela nova temporada, acho que vai ser bem forte.

      Abraços,
      André

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts