Um Amor Para Toda a Vida (Closing the Ring)

Um Amor Para Toda a Vida (Closing the Ring)

amorvida Sinopse: Branagan, Michigan, 1941. A bela Ethel Ann (Mischa Barton) conquista o coração de três amigos: Teddy Gordon (Stephen Arnell), Jack Etty (Gregory Smith) e Chuck Harris (David Alpay), todos integrantes da aeronáutica. Ethel está apaixonada por Teddy e com ele vive uma grande paixão. Após o ataque japonês a Pearl Harbor os três amigos são chamados à guerra. Teddy e Ethel casam-se secretamente, com ele partindo com a aliança dela. Teddy ainda estabele um pacto secreto com Chuck, para que ele cuide de Ethel caso não retorne.

Título Original: Closing the Ring
Gênero: Romance/Drama
País: EUA/Canadá/Inglaterra
Ano de Produção: 2007
Tempo de Duração: 119 minutos
Lançamento na Inglaterra: 28/12/2007
Lançamento no Brasil: 30/05/2008
Direção: Richard Attenborough
Roteiro: Peter Woodward

Elenco: Shirley MacLaine (Ethel Ann), Christopher Plummer (Jack Etty), Mischa Barton (Ethel Ann – jovem), Gregory Smith (Jack Etty – jovem), Stephen Amell (Teddy Gordon), Brenda Fricker (Avó Reilly), Martin McCann (Jimmy Reilly), Pete Postlethwaite (Michael Quinlan), John Travers (Michael Quinlan – jovem), David Alpay (Chuck Harris) e Neve Campbell (Marie)
___________________________
Bem, o filme chegou com mais cartaz por causa da nudez da Mischa Barton do que pelo elenco ou história. Com elenco de grandes feras: Shirley MacLaine, Christopher Plummer e Pete Postlethwaite, você pode acreditar que tudo levaria a um grande filme, mas tirando bons momentos do eterno Capitão Von Trapp (Plummer) e do Pete Postlethwaite, o filme é arrastado e não chega a ser nem um grande romance e nem um grande drama. Durante o filme inteiro parece que falta algo, parece que falta aquele algo para fazer a platéia se emocionar ou quem sabe acreditar naquele amor. Talvez as idas e vindas no passado e futuro, talvez algumas tramas paralelas (IRA, terroristas, vida da Neve Campbell, etc) e talvez a falta de um roteiro mais coeso ajudem o fracasso do filme. Não que eu tenha achado o filme fraquíssimo, tem algum valor, mas acho que justamente por ele não saber se quer contar uma história irlandesa, uma história de guerra ou uma história de amor ele não sai do lugar. Um filme que poderia ser um novo Diário de Uma Paixão, passa a ser apenas um filme bem água com açúcar.
O legal e ver uma fera como o Christopher Plummer mostrando que mesmo em papel secundário e em filme de qualidade discutível que um bom ator jamais perde o jeito, pena que a Shirley MacLaine parece que não está nem aí para o filme, talvez ela já soubesse que aquela história de amor fosse meio forçada.
Mischa Barton é a boa surpresa do filme, achei que ela vai muito bem nas suas cenas, porém as cenas de nudez, principalmente a segunda, parece que foram para atrair o público masculino e não com alguma finalidade no filme.

Até,
André

___________________________
O André já se estendeu o bastante e eu desta vez não tenho nada a acrescentar, pois achei o filme cansativo, sem ritmo, confuso e meio boboca. Isso mesmo, boboca. Pois em alguns momentos parece que aquele pessoal da Irlanda teria alguma coisa de importante na história, mas nem contar a história do IRA e dos atentados na Irlanda eles contam. Quando você acha que um deles é o verdadeiro Teddy, não é. Ficou muita coisa no ar e o filme não vai e nem vem. Legal foi que ressucitaram a Neve Campbell.

Abraços,
Alexandre Q.

0 thoughts on “Um Amor Para Toda a Vida (Closing the Ring)

  1. Renata

    Filme lindo e belo, me emocionei!

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts