Tropa de Elite

Tropa de Elite

Sinopse: 1997. O dia-a-dia do grupo de policiais e de um capitão do BOPE (Wagner Moura), que quer deixar a corporação e tenta encontrar um substituto para seu posto. Paralelamente dois amigos de infância se tornam policiais e se destacam pela honestidade e honra ao realizar suas funções, se indignando com a corrupção existente no batalhão em que atuam.
Título Original: Tropa de Elite
Gênero: Ação
Tempo de Duração: 118 minutos
Ano de Lançamento no EUA: 01/2008
Ano de Lançamento Brasil: 10/2007
Direção: José Padilha
Roteiro: Rodrigo Pimentel, Bráulio Mantovani e José Padilha

Elenco: Wagner Moura (Capitão Nascimento), Caio Junqueira (Neto), André Ramiro (André Matias), Milhem Cortaz (Capitão Fábio), Fernanda de Freitas (Roberta), Fernanda Machado (Maria), Thelmo Fernandes (Sargento Alves), Maria Ribeiro (Rosane) e Emerson Gomes (Xaveco)
__________________________
Simplesmente o melhor filme nacional dos últimos tempos, e olha que eu não sou um amante do nosso cinema, sei que é errado, mas finalmente um filme que vale a pena, pois no Brasil sempre tempos que ficar fazendo filmes ou loucos ou que mostrem só sofrimento do povo.
Junto com Cidade de Deus, é um filme digno e merecedor de um Oscar, mostra o sofrimento do povo, mas mostra uma realidade atual, um povo sofrido, seja bandido ou policial.
Tem ação, tem drama, tem romance. É filme para ver e rever, não é filme para Moleque! Se você é MOLEQUE, pede para sair! Ok! Não consegui ficar sem usar uma frase que já marcou o filme.
Poderia escrever mais aqui e deixar o André sem espaço, ainda mais depois que vi o e-mail dele falando do filme.
Se você ainda não viu, vai ver, é um filmaço.

Abraços,
Alexandre Q.
___________________________
Concordo com todo mundo que fala que o filme é bom, mas já acho um exagero pensarmos que é um filme de Oscar ou único no Brasil.
Gostei muito da ação, da história de mostrar que na polícia existem vários tipos de policial. Que o cara não vira um corrupto ou um policial “assassino” da noite para o dia, gostei muito disso, pois mostra a realidade triste da nossa polícia e daqueles que tentam fazer dela algo digno.
Porém, não dá para ver o filme sem perceber as fracas atuações de alguns atores, até o Wagner Moura, que está excelente no Deus é Brasileiro, parece que está numa tarde de Malhação, sem dizer na parte da Faculdade, ali é um Malhação puro, tanto atores quanto a maneira que mostra os estudantes.
Para mim, nas atuações salvam-se o Caio Junqueira e o novato André Ramiro.
Outra coisa que falam é da parte do treinamento, para quem se impressionou, veja Nascido para Matar do Stanley Kubrick, daí compare os dois, e veja se o Tropa de Elite ainda impressiona.

Até,
André C.

0 thoughts on “Tropa de Elite

  1. Anonymous

    André,
    Para dizer que o Wagner Moura teve atuação fraca, dá a impressão de que você nunca conversou com um policial. Opnião pessal, achei que ele esta perfeito.
    E tambem é sacanagem sua comparar um filme nacional com Nascido para Matar.
    Abraço.

  2. Anonymous

    Ah! Eu concordo que o André talvez nunca tenha falado com polícia, mas entendi quando ele disse que a atuação dele foi fraca. Realmente tem momentos que o Wagner Moura parece que decorou o texto e o que tinha que fazer, mas o filme é bom sim. E Nascido para Matar é pauleira, porrada, diferente, mas temos que parar de achar que nunca podemos comprar as nossas coisas com as dos americanos!

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts