Violência Gratuita – Funny Games U.S.

Violência Gratuita – Funny Games U.S.

violencia-gratuita-poster01Ann: Why don’t you just kill us?
Peter: [sorrindo] You shouldn’t forget the importance of entertainment.

Sei que serei criticado por muitos, mas o filme Violência Gratuita de Michael Haneke (regravação idêntica ao seu filme original de 1997) não me apresentou nada de inovador e nada de impressionante.

Violência como vista no filme, já vimos em vários outros. O personagem conversar com a gente, também, apesar de que aqui ele tem um tom mais desafiador, mais provocante. Vermos cenas que poderiam ter acontecido, mas que não aconteceram, também já vimos.

Tudo bem, o filme é perturbador e mexe com o espectador, mas mesmo assim acho que fizeram muito barulho por nada, já que tenho lido críticas e mais críticas positivas para o filme. Um filme que para mim pegou um momento clássico, violento e perturbador ao extremo de Laranja Mecânica (citado aqui no Cenas que Marcam) e transformou em um filme de 111 minutos.

Ok! O suspense está lá, e em alguns momentos o filme nos causa aflição e o desconforto, principalmente pelas ótimas atuações de Michael Pitt e Naomi Watts. Ele cínico, egoísta e totalmente desprezível como pessoa e ela é uma mãe aflita, angustiada e desesperada. E o filme também consegue isso já que a nudez está presente de uma forma humilhante, mas não vemos, assim como a violência que é explícita, mas não a vemos também.

Ou seja, é um filme perturbador, violento e que não tem nada de especial. Vale a pena conferir, mas não é um filme que recomendaria.

Até,
André C.

_____________
Sinopse: Uma família em férias recebe a inesperada visita de dois jovens profundamente perturbados em sua casa de campo, aparentemente calma e tranquila. A partir de então suas férias de sonhos se transformam em pesadelo.

Título Original: Funny Games U.S.
Gênero: Suspense
País: EUA / França / Inglaterra / Alemanha / Itália / Áustria
Ano de Produção: 2007
Tempo de Duração: 111 minutos
Lançamento no Brasil: 19/09/2008
Direção: Michael Haneke
Roteiro: Michael Haneke
Elenco:, Naomi Watts (Ann), Tim Roth (George), Michael Pitt (Paul), Brady Corbet (Peter) e Devon Gearhart (Georgie)

0 thoughts on “Violência Gratuita – Funny Games U.S.

  1. Soa interessante. Haneke gosta de incitar, mas a ideia de fazer um remake cena por cena de seu próprio filme parece coisa de lunático.

  2. oi André,
    passando so para dar um oi, sumi porque estava refazendo meu blog ja que o perdi para harkers…
    bjao

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts