O Sonho de Cassandra (Cassandra’s Dream)

O Sonho de Cassandra (Cassandra’s Dream)

cassandraSinopse: Ian (Ewan McGregor) e Terry (Colin Farrell) são irmãos que decidem comprar o barco “Cassandra’s Dream“, apesar dos problemas financeiros que ambos atravessam. Terry trabalha em uma oficina, mas é viciado no jogo e sempre está às voltas com novas dívidas. Já Ian trabalha no restaurante do pai (John Benfield), mas sonha em largar o negócio para alçar vôos mais altos. Ambos moram com os pais, com a família sendo auxiliada financeiramente pelo tio Howard (Tom Wilkinson). Um dia Howard aparece para uma visita, o que anima Ian e Terry. Eles pretendem pedir dinheiro ao tio, para que possam realizar os sonhos que têm para suas vidas. Howard aceita ajudá-los, mas o que exige em troca muda para sempre a vida dos irmãos

Título Original: Cassandra’s Dream
Gênero: Drama
País: EUA/Inglaterra/França
Ano de Produção: 2007
Tempo de Duração: 108 minutos
Lançamento na EUA: 08/10/2007
Lançamento no Brasil: 01/05/2008
Direção: Woody Allen
Roteiro: Woody Allen

Elenco: Ewan McGregor (Ian), Colin Farrell (Terry), John Benfield (Pai), Clare Higgins (Mãe), Ashley Madekwe (Lucy), Andrew Howard (Jerry), Tom Wilkinson (Howard) e Philip Davis (Martin Burns)
___________________________
Obviamente de quem lê minhas opiniões aqui deve saber, ou melhor, deve já ter uma id;eia do que eu penso de Woody Allen. Ok! Ele é um grande cineasta, não vou discutir isso, mas que 11 em cada 10 filmes dele são monótonos, isso é verdade. Tirando o Scoop, que eu gostei, o resto normalmente é chato. Bem, este não foge o script. O roteiro é ótimo, a história é daquelas que daria um ótimo filme de ação, pois tem intriga, assassinato, família… porém, o senhor Woody Allen consegue deixar o filme lento, sem graça e incrivelmente chato. E o final!? Sério, parece que até ele cansou do filme que resolveu terminar da pior maneira possível.
Para fãs de Woody Allen, e só!

Abraços,
Alexandre Q.
___________________________
Não que eu seja um fã do Woody Allen, mas eu gostei do filme. Acho que os filmes do diretor/roteirista sempre são filmes para pensar, por isso, muitas vezes são tachados de monótonos. E este faz pensar, mostrando a relação de dois irmãos e família, onde o tio é praticamente um Deus, porém o Deus possui falhas e leva a vida dos irmãos a desgraça, pois o cara que era o salvador, é humano e egoísta. O fim realmente ficou meio no espaço, mas acho que era mais para mostrar que negócios em família normalmente terminam em tragédia.
Concordo, que poderia dar um grande filme de ação, porém Woody Allen não quer ação, quer apenas analisar o ser humano e suas decisões.

Até,
André

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts