Nem Tudo É o Que Parece (Layer Cake)

Nem Tudo É o Que Parece (Layer Cake)

layercake.jpgSinopse: Daniel Craig se parece com qualquer outro homem de negócios: é esguio, bem vestido e educado. Ele fez fortuna lidando com cocaína e ecstasy como se fosse qualquer outro bem de consumo, e jamais precisou sujar as mãos ou perder seu anonimato. Agora ele já pensa em se aposentar, enquanto está jovem e pode usufruir seus ganhos ilegais. Ele acredita que dentro de alguns dias já estará fora dos negócios. Bem, este é o plano. Porém, como todos os planos bem arquitetados, esse também sai ligeiramente errado…

Título Original: Layer Cake
Gênero: Suspense/Ação
País: Inglaterra
Tempo de Duração: 105 minutos
Lançamento no Inglaterra: 01/10/2004
Lançamento no Brasil: 17/06/2005
Direção: Matthew Vaughn
Roteiro: J.J. Connolly, baseado em livro de J.J. Connolly.

Elenco: Daniel Craig (XXXX), Tom Hardy (Clarkie), Jamie Foreman (The Duke), Michael Gambon (Eddie Temple), Sally Hawkins (Slasher), Burn Gorman (Gazza), George Harris (Morty), Keneth Cranham (Jimmy Price), Tamer Hassan (Terry) e Colm Meaney (Gene).
___________________________
Bem, filme inglês, de ação e com o produtor de Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes e Snatch, parecia uma excelente pedida. E com o novo 007, antes de ser James Bond, me deixou muito animado. E a sinopse?!? Drogas, trapaceiros, amigos/inimigos, tudo que eu queria num filme de ação e suspense, com humor negro típico dos ingleses… Mas parece que como diretor o Matthew Vaughn é um grande produtor.
Não que a história seja chata ou o filme chato, criei expectativas demais, daí o filme que parece que vai empolgar, não empolga, mas é um bom filme sim, só não se pode criar uma grande expectativa, achar que será tão bom como os Jogos,… e Snatch. Tem seus pontos positivos, e eu gostei, apenas, repito, ficou a baixo do que eu imaginava

Abraços,
Alexandre Q.
___________________________
Assim como o Alexandre, eu achei Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes um filmaço, Snatch, foi bom, mas não superou o primeiro da série. E obviamente, fiquei com vontade de ver este filme, que envolvia todo aquele ambiente de trapaças, drogas, gente louca, negócios sujos e mistério. E achei bacana logo o começo do filme, com o Daniel Craig, que é um excelente ator, narrando sua tentativa de se aposentar, num negócio que nem sempre é fácil se aposentar. Primeiro, ele não tem nome, se refere a ele mesmo como homem de negócios, e vai apresentando como é feito o seu negócio, os amigos, o chefão e te deixa familiarizado com tudo, aí, até vemos um pouco de influência de Guy Ritchie, amigo Matthew Vaughn e diretor de Jogos,… e Snatch.
Porém, concordo com o Alexandre, quando o filme parece que vai, ele mantém seu ritmo um pouco lento e pode se tornar até cansativo, mas mesmo assim a trama e o sempre genial humor britânico conseguem manter o filme, um bom filme.

Até,
André C.

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts