Lore (2012)

Lore (2012)

LoreFaz algum tempo eu assisti Lore, um filme com uma visão mais clara do lado alemão sobre a Segunda Guerra Mundial, uma vez que o filme é uma co-produção alemã, australiana e inglesa.

Lore não nenhum filme novo sobre a Segunda Guerra, mas nos traz uma visão diferente do que era a guerra para crianças que, alienadas, acreditavam apenas no que seus pais diziam, no caso, Lore, era filha de \azistas que eram seguidores cegos ao regime de Adolf Hitler e não fazia ideia do que Hitler cometerá e de que a Alemanha perdia a Guerra.

Tudo isso cai como uma bomba na vida de Lore, que vê seus pais tendo que fugir e a deixam como a responsável para tentar se esconder com seus irmãos em uma Alemanha dominada, onde qualquer demonstração de ligação ao nazismo e a Hitler era tratada com violência e ódio.

Lore (Saskia Rosendahl) simboliza essa parte da população que precisava encontrar a sua casa, o seu país novamente e que aos poucos vai entendendo o que foi a Guerra e como eles foram manipulados em acreditar na força e no poder da raça Alemã, algo que muitos acreditavam sem realmente saber o porque daquilo tudo, algo que fica ainda mais em evidência no duro, e até selvagem caminho que Lore segue com seus irmãos para a casa da avó, nele ela cai na dura realidade do que Hitler e seu exército fizeram.

Obviamente que Lore, a surpreendente Saskia Rosendahl, fica surpresa quando tudo aquilo vai sendo mostrado para ela, a duvida e ódio surgem na sua cabeça, pois ela percebe que tudo que seus pais a ensinaram e fizeram estavam contra o que a dura vida real a mostrava a cada nova cidade que seguia com seus irmãos.

Lore é um bom filme porque a diretora Cate Shortland não perdeu tempo em mostrar aquilo que todos nós já sabemos, mas mostrou a transformação de um povo que caiu quase que inesperadamente em uma dura realidade bem diferente daquela que elas imaginavam, o filme tenta mostrar todos os lados de povo que era dividido em 3: o povo que era fiel ao nazismo, o povo era fiel a pátria (independente do nazismo) e aquele que era totalmente contra tudo. Um povo dividido em 3 que depois de anos em uma dura guerra precisava se encontrar como povo, país e até como família, uma vez que as entranhas mais profundas foram tiradas e expostas de uma maneira clara e cruel.

Lore é apenas um bom começo do retrato de como um povo precisou encontrar seu caminho de novo. Um grande filme.

Até,
André C.

Lore (Lore – 2012)
Sinopse: filme acompanha a jovem Lore, que cruza a Alemanha destruída pela Segunda Guerra, com seus irmãos mais novos nos dias finais do conflito, depois de seus pais nazistas serem presos. Ela então encontra Thomas, um refugiado misterioso, com quem se relacionará com ódio e desejo. Para viver, ela precisa confiar num judeu e vencer sua criação anti-semita.
Direção: Cate Shortland
Roteiro: Cate Shortland e Robin Mukherjee baseados no livro Dark Room de Rachel Seiffert
País: Alemanha, Austrália e Inglaterra
Duração: 109 mimutos
Elenco: Saskia Rosendahl (Lore), Nele Trebs (Liesel), Mike Weidner (Junger deutscher Soldat), Ursina Lardi (Mutti), Hans-Jochen Wagner (Vati), Nick Holaschke (Baby Peter), André Frid (Gunter) e Mika Seidel (Jürgen)

Nota Filme 4.0

One thought on “Lore (2012)

  1. […] vou comparar A Menina Que Roubava Livros com meu último post (Lore), pois, apesar de serem baseados em livros e sobre a Segunda Guerra, são filmes completamente […]

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts