Coração Louco

Coração Louco

Coração Louco deve afastar algumas pessoas por ter uma trilha recheada do bom e velho country americano, mas é uma pena que algumas pessoas simplesmente passem longe deste filme ou que uma cidade como Curitiba tenha dado pouco espaço para um filme com muita alma.

E obviamente a alma deste filme está toda em um cara apenas, o grande Jeff Bridges. Alguns podem dizer que é mais simples você fazer um derrotado, um alcoólatra, já que até o mediano Nicolas Cage conseguiu interpretar um bêbado para o agrado da Academia.

Mas Jeff Bridges é diferente, pois ele empresta seu talento e sua alma ao sofrido e derrotado Bad Blake, fazendo que nos piores momentos a gente consiga enxerga algo que valha a pena naquele cara, e principalmente torcer para ele.

Seria injusto falar que Bridges está perfeito, pois ele está acima de qualquer adjetivo possível para uma atuação como vemos em Coração Louco. É bom ver que no cinema ainda temos atores fortes, talentosos e que ainda possuem muita garra em trabalhar cada vez melhor.

O filme, não é inteiro Jeff Bridges, é quase, porém tenho que destacar a boa trilha sonora (a música The Weary Kind, vencedora do Oscar, é belíssima), a boa presença de Maggie Gyllenhaal (que apesar das críticas eu gosto muito) e do veterano Robert Duvall, poucas cenas, mas da qualidade de sempre.

Não vou afirmar que Colin Farrell não está bem, mas em suas poucas cenas, ele não me convenceu nenhum momento como um cantor de Country, mas talvez tenha sido por ele estar anos luz atrás de Bridges em termos de atuação.

Obviamente que o filme tem algumas coisas previsíveis e nem é algo inédito, mas (sendo repetitivo) tem Jeff Bridges, o que merece qualquer ingresso de cinema, por isso eu recomendo. A nota do filme é na verdade para Bridges, pois é ele quem consegue de forma quase poética transformar um filme comum em um dos melhores do ano.


Coração Louco (Crazy Heart – 2009)
Direção: Scott Cooper
Roteiro: Scott Cooper baseado em livro de Thomas Cobb
Elenco: Jeff Bridges, Maggie Gyllenhaal, Colin Farrell, Robert Duvall, James Keane, Anna Felix, Paul Herman, Tom Bower, Ryan Bingham e Debrianna Mansini.

Nota Filme: 4.0

One thought on “Coração Louco

  1. É, aguentar o country vai ser o preço a pagar para ver a atuação de Bridges.

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts