Última Viagem a Vegas

Última Viagem a Vegas

UltimaViagemAVegas

Quando você vê o cartaz de a Última Viagem a Vegas com 4 sessentões e o nome Vegas embaixo você tem a impressão que verá um Se beber Não Case da terceira idade, e para ser bem sincero, o filme é basicamente isso e se torna simpático, mesmo quando as piadas são previsíveis, por causa do elenco de estrelas.

O roteiro é simples e sem nenhuma novidade, são apenas 4 amigos que vão para Vegas quando um deles resolve finalmente casar com uma menina com a metade da idade deles. Para mostrar que não traz nada de novo, o roteiro parece copiar esses 4 amigos de outros filmes que tratam da velhice e da vida em si, uma vez que aqui temos aquele que detesta viver na Flórida no meio de velhos, aquele que não pode fazer nada porque a família o impede de tudo, o ranzinza que vive em luto por ter perdido o amor da vida e aquele que não lembra a idade que tem e ainda se sente um garotão. Bem, tudo isso você já viu em algum filme e junte ainda um drama previsível (que até atrapalha o lado cômico do filme), ou seja, você já viu um filme sobre velinhos que querem viver a vida a qualquer custo e que no final te dão uma lição de moral.

Porém o diferencial do filme está no elenco que consegue trazer ao filme uma simpatia enorme, e dá até as cenas mais bobinhas um pouco mais refinamento, aliás, piadas que poderiam fazer o filme virar um pastelão se tornam mais refinadas por causa do elenco que está livre leve e solto.

Tudo bem que Robert De Niro faz Robert De Niro, Morgan Freeman faz Morgan Freeman e Michael Douglas é o próprio Michael Douglas, mas todos estão tão a vontade que elevam o filme a um patamar muito maior do que o pretendido, o filme vai de uma comédia boba, para um filme simpático e leve que tira boas risadas do espectador.

Mas para mim os dois grandes destaques do filme são aqueles com menos holofotes. Kevin Kline está realmente ótimo no papel de um homem que tem passe livre da esposa para fazer sexo em Vegas, e mesmo com as piadas sobre ele se repetindo, mesmo com o fim previsível de seu personagem, Kevin Kline mantém, com uma categoria ímpar, o interesse e a simpatia do público pelo seu personagem, realmente é a surpresa no filme dentre as 4 estrelas.

E o outro grande destaque é a presença mágica de Mary Steenburgen, ela sim é a agradável surpresa do filme, ela tem uma presença tão grande e bela que deixa os 4 veteranos atores em segundo plano nas suas cenas. Mary Steenburgen realmente rouba a cena e se destaque no meio de tanto homem louco por diversão.

Última Viagem a Vegas pode não tirar o máximo do elenco estrelar, pode não ter personagens novos e nem piadas inéditas, mas diverte justamente por ser um filme leve, sem grande ambições, é um filme onde você já simpatiza com os sessentões desde que eles se juntam em Vegas e fazem do filme um algo diferente pela presença deles. A Última Viagem a Vegas não é um filmaço daqueles de fazer filas no cinema, é um filme leve, simples e que tira boas risadas.

Até,
André C.

Última Viagem a Vegas (Last Vegas – 2013)
Sinopse Adoro Cinema: Billy (Michael Douglas), Paddy (Robert De Niro), Archie (Morgan Freeman) e Sam (Kevin Kline) são amigos desde a infância e hoje são senhores de idade. Quando Billy, o solteirão do grupo, decide enfim pedir em casamento sua namorada de trinta e poucos anos, ele e os amigos resolvem viajar até Las Vegas para reviver a juventude e curtir uma tremenda despedida de solteiro. O que eles não imaginavam é que a Las Vegas atual seria bem diferente da cidade que eles conheceram décadas atrás.
Direção: Jon Turteltaub
Roteiro: Dan Fogelman
País: EUA
Duração: 105 minutos
Elenco: Michael Douglas (Billy), Robert De Niro (Paddy), Morgan Freeman (Archie), Kevin Kline (Sam), Mary Steenburgen (Diana), Jerry Ferrara (Dean) e Romany Malco (Lonnie).

Nota Filme 3.5

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts