Tudo Pode Dar Certo

Tudo Pode Dar Certo

Eu me surpreendi positivamente ao assistir Tudo Pode Dar Certo, pois trata-se de um filme extremamente leve, agradável e alguns momentos muito engraçado.

É engraçado como existem pessoas que logo que olham o nome do Woody Allen em um filme já fazem aquela cara de desconfiança e nem pensam em dar uma chance, pois Allen é tachado como chato, cansativo e cheio de manias, não vou dizer que alguns momentos o diretor realmente não se apega a estes adjetivos, mas não vemos nada disso em Tudo Pode Dar Certo.

Aqui o seu alter ego é vivido por um dos criadores Seinfeld, Larry David, que nada mais é que ele mesmo na tela misturado com muitas características do diretor, assim temos um personagem que é falastrão, metódico, maníaco e que perdeu qualquer respeito pela humanidade e seus relacionamentos. Uma pessoa extremamente sincera e irritante dentro da sua suposta genialidade.

Desde dos primeiros minutos do filme Larry David dá o tom cômico do filme, e mesmo com todo seu jeitão rabugento a gente simpatiza com ele, mas seu personagem só se torna completo com a entrada de Melody (Evan Rachel Wood) em sua vida. Aliás, Evan Rachel Wood está belíssima e é impossível não se apaixonar pelo seu jeito meigo e bobinho de ser, sem dizer que a atriz conseguiu construir um personagem que é totalmente o inverso do Boris de Larry David com grande precisão.

Com os dois atores em perfeita sintonia, com a sempre peculiar trilha sonora dos filmes de Allen, tudo que vem à tela nos tira um sorriso, uma risada e sem ser o melhor filme de Woody Allen, o filme encanta pela simplicidade em fazer rir e sorrir ao natural.

Um ótimo filme, daqueles que não te marcam, mas que se fazem únicos enquanto duram.

Até,
André C.


Tudo Pode Dar Certo (Whatever Works) – 2009
Direção: Woody Allen
Roteiro: Woody Allen
Elenco: Larry David (Boris), Evan Rachel Wood (Melody), Carolyn McCormick (Jessica), Conleth Hill (Brockman), Patricia Clarkson (Marietta), Ed Begley Jr. (John) e Jessica Hecht (Helena)

Nota Filme: 3.0

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts