Die Welle – A Onda

Die Welle – A Onda

Trailer - Die WelleA Onda é com toda a certeza um dos melhores filmes do ano e eu não tenho o menor medo de errar quando falo isso.

A Onda ou Die Welle ou The Wave é um filme que merece entrar no meu top 10 do ano e virar um daqueles cults da vida de um cinéfilo. A Onda é um filme praticamente perfeito, pois tem ótimas atuações, boa trilha sonora, ótimo roteiro e grande direção.

É uma pena que filmes como A Onda passem longe do circuito comercial brasileiro e que tenha demorado tanto tempo para chegar aos cinemas brazucas. É uma pena que Die Welle seja um filme alemão, pois isso espanta e afasta espectadores, com um certo preconceito da língua. É uma pena que A Onda não tenha merecido grande destaque da imprensa geral.

Bem, já deu para perceber que eu realmente gostei do filme da minha segunda (ou primeira hehehe) pátria, uma vez que A Onda é um filme intimista, direto e de grande força.

O diretor Dennis Gansel conseguiu manter o foco na história de uma forma muito precisa, ágil, sem desvios e colocando em discussão fatos relevantes para o mundo alemão: o nazismo, fascismo, o orgulho ou a falta dele no fato de ser alemão e a juventude alemã.

Com isso muito bem colocado, com um roteiro muito bem escrito, as atuações ainda ganham destaque, pois todos perfeito, desde o professor (o ótimo Jürgen Vogel, perfeito no papel) até os alunos, com destaque para a ótima e bela Jennifer Ulrich e para o bom ator Frederick Lau.

Die Welle nao é um filme comum, longe disso, Die Welle é um filme para ver, pensar, discutir e admirar. O roteiro é forte e toca em uma ferida que acreditamos estar fechada no mundo de hoje, pois o homem esquece seu passado e acredita que nunca mais cometerá o mesmos erros, porém vemos que isso ainda é possível.

Apesar de ser baseado no livro de Todd Strasser, na verdade A Onda é baseada em uma história real, pois ela é baseada no ensaio “The Third Wave” de Ron Jones, sobre a sua experiência como professor na Cubberley High School, California, em 1967.

Até,
André C.
___________________________

Sinopse: Professor propõe um experimento que explique na prática os mecanismos do fascismo. Em pouco tempo, seus alunos começam a propagar o poder da unidade e ameaçar os outros. Quando o jogo fica sério, o professor decide interrompê-lo, mas descobre ser tarde demais.

Título Original: Die Welle
Gênero: Drama
País: Alemanha
Ano de Produção: 2008
Tempo de Duração: 107 minutos
Lançamento na Alemanha: 13/03/2008
Lançamento no Brasil: 08/2009
Direção: Dennis Gansel
Roteiro: Dennis Gansel e Peter Thorwarth, baseado no livro de Todd Strasser

Elenco: Jürgen Vogel (Rainer Wenger), Frederick Lau (Tim Stoltefuss), Max Riemelt (Marco), Jennifer Ulrich (Karo), Christiane Paul (Anke Wenger), Jacob Matschenz (Dennis), Cristina do Rego (Lisa), Elyas M’Barek (Sinan), Maximilian Vollmar (Bomber) e Max Mauff (Kevin)

5 thoughts on “Die Welle – A Onda

  1. Renata

    Tens razão, o alemão assusta a gente! E cinema alemão não me atrai muito

    1. Renata,
      o cinema alemão tem ótimos filmes e em alguns casos algumas inovações, como em Corra Lola Corra.
      Mas entendo que a língua assuste, pois ela é assustadora mesmo!

      André

  2. Dandara

    Eu assisti ao filme. E digo com total certeza que foi um exelente filme. Muito bom o roteiro , é interessante do começo ao fim , e com boas atuações.
    Ñão concordo que Alemão seja uma lingua assustadora.
    Ela é como tantas outras ,tem sua beleza.
    A Onda fica como um dos meus filmes favoritos,
    principalmente pelo tema abordado.Para vermos como essa realidade ainda existe . Como pode tomar corpo como antes.
    Muito bom.
    Dancdara.

  3. valeria

    Excelente filme, principalmente por ser alemão.
    Sendo alemão foca no que é importante , a mensagem, sem distrair o expectador com as pirotecnias hollywoodianas.
    Um alerta para professores quanto ao desenvolvimento de conteúdo e ao envolvimento pessoal, e para os alunos que no fervor e inocência de sua juventude, não percebem o quanto podem ser manipulados.
    A história sempre pode se repetir.
    Há que se estar alerta, sempre.
    Valeria

  4. […] de Dennis Gansel, além de trazer a jovem Jennifer Ulrich, que foi um dos bons destaques do ótimo A Onda do mesmo […]

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts