Bem Vindo Ao Jogo (Lucky You)

Bem Vindo Ao Jogo (Lucky You)

Sinopse: Huck Cheever (Bana), um jogador de pôquer profissional que participa do World Series of Poker 2003. Na disputa pelo título, encontra como principal obstáculo seu pai, L.C. Cheever (Robert Duvall, de “Lições Para Toda a Vida”) que abandonou sua mãe há anos. Enquanto tenta vencer o campeonato e exorcizar seus próprios demônios, Cheever conhece Billie Offer (Barrymore), uma esforçada cantora de cassino que irá lhe ensinar uma grande lição de vida.
Título Original: Lucky You
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 124 minutos
Ano de Lançamento no EUA: 05/2007
Ano de Lançamento Brasil: 06/2007
Direção: Curtis Hanson
Roteiro: Curtis Hanson, Carol Fenelon e Denise Di Novi.
Elenco: Eric Bana (Huck Cheever), Robert Duvall (L. C. Cheever), Drew Barrymore (Billie Offer), Horatio Sanz (Ready Eddie), Debra Messing (Suzanne Offer), Jean Smart (Michelle Carson), Charles Martin Smith (Roy Durucher), Phyllis Somerville (Pawnbroker), Robert Downey Jr. (Telephone Jack) e Danny Hoch (Bobby Basketball).
___________________________
Para quem entende Poker ou gosta do jogo, o filme é muito divertido, para quem não entende, talvez seja um filme chato e cansativo. É como assistir aqueles filmes que possuem uma lição de moral, mas que usam o Beisebol para tal, normalmente quem não entende o jogo, acha o filme chato.
É um bom filme que mostra um jogador viciado em jogos que tem como seu maior objetivo de vida tentar provar para seu pai que pode caminhar com suas pernas e sem cometer os mesmos erros dele, ou seja, o filme é basicamente uma história entre pai e filho, onde um errou no seu relacionamento no passado, por causa do jogo e outro não se relaciona para não errar, e se esconde no jogo e vive a vida como uma mesa de poker.
Interessante as participações especiais do Robert Downey Jr. e da cantora Madeleyne Peyroux.
Robert Duvall é sempre espetacular, o jeito dele, praticamente esnobando o filho em algumas situações é espetacular.
É um bom passatempo, mas alerto novamente, precisa gostar e entender de poker, senão você cansa na primeira meia hora.
Até,
André C.
___________________________
O André alertou tudo, o filme cansa, pois fica demais em cima das mesas de poker. Cansei logo do filme, minha namorada então, dormiu. Eu até jogo poker, mas ver um jogo inteirinho sobre isso é realmente cansativo, claro, que Cartas na Mesa com o Edward Norton e Matt Damon é bem melhor, pois é sobre poker, mas tem ação, tem um algo mais. Aqui, fica apenas discutindo relação pai e filho, namorado e namorada.
O filme não sai muito do lugar.
Não sou fã da Drew Barrymore, mas ela parece uma coadjuvante de luxo.
Abraços,
Alexandre Q.

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts