Apenas Uma Vez (Once)

Apenas Uma Vez (Once)

oncep.jpgSinopse: Dublin, Irlanda. Um músico de rua (Glen Hansard) sente-se inseguro para apresentar suas próprias canções. Um dia ele encontra uma jovem (Markéta Inglová), que tenta ainda se encontrar na cidade. Logo eles se aproximam e, ao reconhecer o talento um do outro, começam a ajudar-se mutuamente para que seus sonhos se tornem realidade.

Título Original: OnceOnce
Gênero: Drama/Romance
País: Irlanda
Ano de Produção: 2007
Tempo de Duração: 85 minutos
Lançamento na Irlanda: 23/05/2007
Lançamento no Brasil: 18/04/2008
Direção: John Carney
Roteiro: John Carney
Música
: Glen Hansard e Markéta Irglová

Elenco: Glen Hansard (Cara), Markéta Irglová (Garota), Hugh Walsh Timmy (Baterista), Gerard Hendrick (Guitarrista), Alaistair Foley (Baixista), Geoff Minogue (Eamon), Bill Hodnett (Pai do Cara), Danuse Ktrestova (Mãe da Garota) e Darren Healy (Viciado em Heroína).
___________________________
Uma obra-prima do cinema irlandês. Um filme simples, mas belíssimo. Um romance normal, sem exageros, mas marcante. Um filme impressionante, belíssimo e encantador.
Simplesmente um dos melhores filmes que assisti nos últimos tempos, pois é simples ao contar o amor de duas pessoas pela música, pela vida, pela esperança de dias melhores, pelo amor perdido e sem perceber que o amor entre eles é o maior de todos.
Um filme que mostra que existem amores eternos, mesmo que sejam por alguns momentos.
A música dos dois músicos/atores que preenche o filme, eliminando muitas vezes o diálogo, demonstra o sentimento deles com o passado, com o presente e entre eles. Canções belíssimas de dois excelentes artistas, a trilha sonora é deliciosa e espetacular.
O roteiro é simples, mas é feito com extrema qualidade, ainda mais que ele foi encaixado entre as músicas, uma vez que, ele foi escrito em cima de 10 canções de Glen Hansard.
No começo até não parece que vai ser um bom filme, pois é filmado como um documentário, como uma câmera escondida no meio da Grafton Street em Dublin, mas isso deu mais realismo e pureza a obra prima que o diretor John Carney, o irlandês Glen Hansard e a tcheca Markéta Irglová estavam começando a construir.
Um filme de primeira linha, feito em poucos dias (17, seria esta a causa do sucesso?), daqueles baratinhos (US$150 mil), mas que ganharam fãs pelo mundo todo.
Once foi vencedor do Prêmio do Público do Sundance Film Festival. Este entra na minha galeria de Cults.

Até,
André

___________________________
Caraca! Vivemos em mundos completamente diferentes. Ok! Vocês que estão lendo aqui devem achar que a gente combina e tal, mas sério, desafio qualquer pessoa a ver este filme e dizer que é uma obra prima. O André deve estar pirado ou sei lá. O filme nada mais é que um grande Video Clip de uma duplinha que lembra o chatíssimo Damien Rice.
O André adora falar de ator, mas que expressão, que sentimentalismo aquela menina passa? Isso mesmo, menina, pois ela não tem nome, é menina ou garota ou cantora. Aliás, ele também não tem nome, nem este filme deveria ter nome ou ser lançado.
Para não dizerem por aí que sou chato, vale o começo pelas cenas no centro de Dublin, muito bacana, porém depois nem isso mais temos.
Este entra na minha galeria de filmes para nunca mais ver.

Abraços,
Alexandre Q.

Compre a excelente Trilha Sonora de Once no Submarino!

p.s.: Agora criamos novas categorias: André Recomenda, Alexandre Recomenda, Recomendamos e Não Recomendamos. Séries não entram nesta categoria, apenas filmes. Porém nem todos os filmes serão classificados nesta categoria, só aqueles que acharmos que merecem ser recomendado (imperdível) ou não (passar longe).

0 thoughts on “Apenas Uma Vez (Once)

  1. […] passado eu assisti o filme Once (Apenas Uma Vez), e este filme meio que virou um cult para mim, realmente acho um filme belíssimo e […]

  2. Réggie

    filme simples, sem grandes pretenções, porém que vale a pena assistir, a tilha sonora é um espetáculo a cada canção, ambos cantam muito bem, com destaque para Glen Hansard, se ele cantar tão bem quanto mostra-se no filme tem platéia garantida…
    Demorei para assistir esse filme, acabei agora e já estou baixando a trilha!!
    Recomendo.

    1. Réggie,
      te garanto que Glen Hansard canta ainda melhor nos sues CDs. Mas eu adoro a voz da Markéta Irglová, suave e doce.

      Abraços,
      André

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts