Missão Impossível: Protocolo Fantasma

missao-impossivel-4_01

A série Missão Impossível vem sobrevivendo por causa de uma pessoa: Tom Cruise. Ele simplesmente é o cara que mantém a série de pé e faz dela um sucesso de público, mesmo descordo de alguns, que acham Protocolo Fantasma o melhor da série, admito que o filme cumpre o que promete, muita ação e muitas coisas impossíveis.

Antes que me critiquem, acho que o que não faz de Protocolo Fantasma o melhor da série é a falta de um vilão mais forte e de mais respeito, algo que poderá ser impossível de bater dentro da série depois que Philip Seymour Hoffman. Justamente o ponto fraco deste filme é o vilão, pois em nenhum momento ele parece ser um cara temível por Ethan Hunt (Tom Cruise).

Tirando o fato do vilão ter deixado a desejar, em minha opinião, dentro do que o filme propõe, Missão Impossível até dá um passo a frente perto dos demais filmes da série, pois usa e abusa de cenas de grande tensão e emoção, todas muito bem filmadas, aproveitando ao máximo as locações onde as cenas acontecem, com belíssima fotografia. Aqui realmente vemos o que a série tem de melhor, cenas impossíveis, muita tecnologia e muita sorte de Ethan Hunt para sempre sair das piores situações.

Missão Impossível: Protocolo Fantasma, mostra que a série ainda tem muito fôlego para continuar, e até a combinação do humor do ator Simon Pegg caíram bem neste filme, mas a série só manterá a força enquanto seu astro ainda se divertir durante as filmagens e em cena.

Até,
André C.

Missão Impossível: Protocolo Fantasma (Mission: Impossible – Ghost Protocol ) – 2011)
Direção: Brad Bird
Roteiro: Josh Appelbaum e André Nemec baseados na série de televisão criada por Bruce Geller.
Elenco: Tom Cruise (Ethan Hunt), Jeremy Renner (William Brandt), Simon Pegg (Benji Dunn), Paula Patton (Jane Carter), Michael Nyqvist (Kurt Hendricks), Vladimir Mashkov (Anatoly Sidorov), Samuli Edelmann (Wistrom), Ivan Shvedoff (Leonid Lisenker), Léa Seydoux (Sabine Moreau), Michelle Monaghan (Julia Meade), Ving Rhames (Luther Stickell) e Tom Wilkinson (IMF Secretary).

Nota Filme: 3.5

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts