Max Payne

Max Payne

max-payne-filme-2O jogo Max Payne, foi um jogo que marcou época nos PCs, admito que joguei o jogo e foi um dos únicos, que não era de esportes, que me fizeram perder algumas horas na frente do computador, porém o filme me deixou completamente decepcionado.

Mas não foi uma surpresa para mim, pois todos que viram o filme e os comentários que li já deixavam claro que o filme era fraquíssimo, porém não sei se por teimosia ou por ter sido fã do game ou ainda por causa da presença da Mila Kunis, eu acabei vendo o filme e achei muito fraco.

Do game, vemos claramente os cenários, talvez a melhor coisa do filme, pois retratou muito bem aquele ambiente sombrio, frio e cinzento que temos no game.  Aqui, o diretor, a direção de arte e todos envolvidos na concepção visual do filme estão de parabéns, mas infelizmente o roteiro deixou a desejar.

Adaptar um game não deve ser assim tão simples, é só vermos a grande quantidade de filmes que foram sucessos no games, porém foram um vexame na telona. E normalmente o roteiro de um jogo, pode ser complexo, tem um pouco da visão toda particular do jogador e o roteirista precisa pegar a essência, diminuir ou aumentar e adaptar a uma realidade bem mais real do que vemos em alguns games. E além destes problemas comuns em roteiros de filmes baseados em games, aqui a história ficou confusa, ficou meio banal, o filme ficou claramente apenas um policial que queria vingar a morte da sua esposa. ok. O jogo é basicamente isso, mas pelo que me lembro nós temos uma história bem mais profunda e no jogo, Payne não pergunta, atira, é realmente um policial durão, aqui até esta alma do Max Payne ficou em segundo plano.

Então, sem roteiro e com a ação apenas no fim do filme, temos um filme arrastado, cansativo e com atuações fraquíssimas, principalmente do Mark Wahlberg, porém é muito bacana você rever Chris O’Donnell que de possível astro se tornou apenas mais um ator e Beau Bridges o menos famoso dos Bridges, mas igualmente talentoso, apesar de que aqui também parece deixar a desejar. Aliás, nem a bela Mila Kunis se salva, pois em um papel pequeno e inexpressivo, bem diferente da Mona do game.

E vem um segundo por aí, pelo menos a deixa ficou no ar, e eu teimoso, acabarei vendo, mesmo achando que como filme Max Payne é um excelente jogo.

Até,
André C

p.s.: A sinopse colocada aqui se refere mais ao jogo do que ao filme.
_____________

Sinopse: Adaptação do popular game que conta a história do policial de Nova York  Max Payne, que teve a mulher e o filho assassinados por membros de um cartel de drogas chamado Valkyr e tornou-se obcecado por vingança. Ele entra para o departamento anti-drogas, mas ao mesmo tempo infiltra-se na máfia. No entanto Payne é injustamente acusado de um homicídio e passa a ser perseguido pela polícia e pela máfia. É quando ele deve enfrentar sozinho a guerra contra o crime.

Título Original: Max Payne
Gênero: Ação/Aventura
País: EUA
Ano de Produção: 2008
Tempo de Duração: 99 minutos
Lançamento no Brasil: 21/11/2008
Direção: John Moore
Roteiro: Beau Thorne adaptado do jogo Max Payne de Sam Lake (video game por Remedy Entertainment and 3-D Realms Entertainment)

Elenco: Mark Wahlberg (Max Payne), Mila Kunis (Mona Sax), Beau Bridges (BB Hensley), Ludacris (Lt. Jim Bravura), Chris O’Donnell (Jason Colvin), Donal Logue (Det. Alex Balder), Amaury Nolasco (Jack Lupino) e Olga Kurylenko (Natasha Sax)

0 thoughts on “Max Payne

  1. […] The Spirit – Posso resumir The Spirit em uma palavra apenas: Decepção! (1) 2. Max Payne – … sem roteiro.. um filme arrastado, cansativo e com atuações fraquíssimas… (2) 3. […]

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts