Semana da Mulher: Ingrid Bergman

ingrid

Ingrid Bergman é até hoje uma das mais belas atrizes que o cinema já viu, de beleza única a sueca conquistou corações, mas foi o seu talento que marcou definitivamente o cinema mundial, por isso Ingrid Bergman é mais uma homenageada nesta semana dedicada as grandes mulheres do cinema.

Desde o começo Ingrid Bergman já mostrava um talento especial e já despontava como uma atriz de futuro, pois aos 17 anos foi selecionada para estudar na Royal Dramatic Theatre em Estocolmo, e logo após alguns meses de curso, Ingrid Bergman já estreava nos palcos suecos, enquanto a maioria das outras meninas precisavam esperar até 3 anos de estudo para um oportunidade no palco. Já era a amostra de que nascia ali uma grade atriz! E por isso mesmo 1 ano e pouco depois de estrear nos teatros, Ingrid Bergman foi convidada para trabalhar em tempo integral para o a Swedish Film Studio, dando início a uma carreira espetacular nos cinemas.

E foi com quase 24 anos, em 1939, que Ingrid Bergman aterrizou em Los Angeles para participar da versão americana de Intermezzo, mesmo com olhares desconfiados para uma menina de sobrancelhas grossas, extremamente alta, nome muito germânico e com um inglês ainda nada confiável, mas o filme foi um grande sucesso e colocou definitivamente Ingid Bergman no caminho para o estrelato, ainda mais após elogios sinceros do grande produtor David Selznick.

E foi apenas questão de tempo para Ingrid Bergman se tornar definitivamente uma estrela e não apenas uma promessa, após filmar mais 3 filmes americanos entre 1940 e 1941, entre eles O Médico e o Monstro (1941), Ingrid Bergman atuaria como Ilsa Lund em Casablanca (1942), um dos maiores clássicos do cinema com cenas imortalizadas por ela e Humphrey Bogart. Mesmo com sucesso do filme e com elogios para sua atuação a academia ainda não notava o talento da atriz, mas isso não demorou a acontecer, pois em 1944 pelo filme Por Quem os Sinos Dobram?, que seria a sua primeira das sete indicações que teve.

E ela começou a colecionar prêmios e indicações, o primeiro Oscar de Melhor Atriz veio por À Meia Luz (1945), o segundo com Anastácia, a Princesa Esquecida (1956) e o terceiro, agora como coadjuvante, em Assassinato no Orient Express (1974). Mas além do Oscar, Ingrid Bergman também foi acalmada em outras premiações, como: 1 Bafta (em 2 indicações), 4 Bambi Awards, 1 César Honorário, 2 Emmy (em 3 indicações), 4 Globo de Ouro (em 8 indicações) e 1 Tony, dentre tantos outros.

Mas voltando a falar da carreira desta atriz incomparável em talento, beleza e carreira, Ingrid Bergman teve a sorte, ou melhor, deu aos diretores como Alfred Hitckcock, George Cukor, Leo McCarey, Gustaf Molander, Roberto Rossellini e Ingmar Bergman, o prazer deles trabalharem com uma atriz direita, profissional e que nunca deixou o estrelado mudar suas atitudes, uma atriz focada em sua profissão, na sua arte e nos personagens que interpretava na tela. Ingrid Bergman foi uma das mais completas atrizes que o cinema já viu, profissional, atenta e que sabia o que queria na tela e principalmente na vida, lutou bravamente contra um câncer nos seios que a matou em 1982.

Ingrid Bergaman foi com certeza uma das maiores atrizes do cinema, possivelmente a mais internacional de todas, atuou em 5 línguas, foi aclamada nas telas, TV e nos palcos. Uma atriz elegante, de classe, naturalmente bela, uma vez que dispensava maquiagens, uma atriz de uma graça poética inacreditável, que fez os suecos, os americanos e depois o mundo se apaixonarem com aquela mulher verdadeira, sincera e linda. Ingrid Bergaman será para sempre uma atriz incomparável no mundo do cinema.

Até,
André C.

One thought on “Semana da Mulher: Ingrid Bergman

  1. […] Ninguém Viu! Nesta Semana da Mulher, invés de homenagear as atrizes como fiz em 2012, colocarei algumas cantoras que realmente gosto, e para começar a semana vou com essa belíssima […]

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts