Semana da Mulher: Juliette Binoche

Semana da Mulher: Juliette Binoche

A nossa terceira homenageada da Semana das Mulheres é uma das maiores atrizes francesas da atualidade e que este blogueiro adora pelo talento, pela beleza e por ter uma presença na tela normalmente irressistível, hoje homenageio Juliette Binoche.

Juliette Binoche já participou de 48 filmes entre TV e Cinema (segundo o IMDB tem mais 2 para 2012 e 2013), mas teve uma longa carreira teatral na Broadway, Londres e Paris, e para ela atuar, seja no palco ou nas telas do cinema, é uma paixão sem limites, sobre o palco, para onde voltou em 2011, disse que nunca deixou o teatro, e que o prazer de sentir a interação entre a plateia e os atores é tão sensual. Você consegue criar um momento inteiro, só de ouvir.

Juliette Binoche tem quase 29 anos de carreira, estreou no filme francês Liberty Belle (1983), e foi se revezando entre cinema francês, TV e teatro até ganhar destaque com o público e a crítica no filme O Morro dos Ventos Uivantes (1992), então as portas dos cinema internacional se abriram para a talentosa francesa, que logo em seguida viveu uma sensual mulher, em Perdas e Danos (1992). Então Juliette Binoche receberia seu único César, depois de 4 indicações, pelo primeiro filme da trilogia das cores do diretor Krzysztof Kieslowski, A Liberdade é Azul (1994).

A belíssima carreira da atriz foi premiada com seu Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em O Paciente Inglês (1996), mostrando sempre talento e versatilidade, Juliette Binoche chegou a segunda indicação ao Oscar, agora de atriz principal, por Chocolate (2000) . A atriz sempre deixou claro em seu filmes que nunca se preocupou em fazer o que o roteiro ou diretores pediam, sempre vestiu seus papéis com alma, por exemplo, em Invasão de Domicílio (2006), Juliette Binoche aceitou fazer um papel forte, com cenas de nudez e sexo com 40 anos de idade, e fez isso sem demonstrar em nenhum momento medo da câmera, esta sim parece ter medo desta fenomenal atriz.

Mas Juliette Binoche não é apenas uma atriz completa, ela é uma artista completa e com diversos valores, além de atuar na TV, cinema, teatro, de ter vencido 1 Oscar, 1 Bafta, 1 Usro de Prata, 1 Cannes, 1 César, 3 European Filme Awards, dentre outros prêmios e indicações, Juliette Binoche é considerada uma artista completa, pois no palco já dançou com maestria e ainda ataca de pintora, tendo seu trabalho elogiado muitas vezes. Como podemos ver na entrevista acima.

Juliette Binoche hoje é uma das grandes Damas do Cinema, daquelas que pode dizer não para um grande diretor, que pode arriscar seu nome com um diretor desconhecido, pois normalmente em seus filmes, fracos ou não, todos falam algo sobre ela, pois ela tem uma força perante o público e critica, um poder que poucas atrizes conseguem ter na carreira, pois parece que o nome de Juliette Binoche em um elenco já é um ótimo motivo para ver o filme.

Até,
André C.

Leave a Comment

Por favor preencha o algarismo que falta para enviar o comentário. *

Related posts